Posts tagged ‘Corinthians’

5ª rodada do Brasileirão é dos Paulistas

E não é que o Palmeiras se manteve invencível no jogo em Carandaí/SP, neste domingo? Foram cinco gols contra o Avaí, que ficou sem marcar.  Totalizando, o Verdão soma 15 gols marcados nesta temporada e nenhum sofrido. O jogador Luan, que estava sendo muito criticado, marcou dois e finalmente colocou seu nome  na boca da calorosa torcida. Em um jogo confiante, o Palmeiras fez bonito e foi para o 2º lugar do campeonato.

Mas não foi só o Palmeiras que brilhou nos campos dessa rodada. O pessoal do Tricolor Paulista, que estava em Fortaleza/CE com sete desfalques por problemas físicos e oito jogadores vindos das categorias de base, mostrou sua fibra. Com um placar de 2 a 0, o SPFC ganhou do Ceará, que também ficou sem marcar, e se manteve no topo da tabela do campeonato.

Neste domingo, o Corinthians chegou em 3º lugar, fazendo do G4 – pelo menos até agora, a casa dos Times Paulistas. E como não podemos deixar de falar o Santos, disputa nesta quarta a grande final da Taça Libertadores da América! Para ser o grande campeão o Santos precisa apenas de uma vitória simples.

Fonte: Globo Esporte

SAIBA TODA A HISTÓRIA DO SEU TIME DO CORAÇÃO:

Conheça os livros Palmeirenses da Editora Leitura:

    

Conheça os livros São Paulinos da Editora Leitura:

    

junho 21, 2011 at 4:44 pm Deixe um comentário

Corinthians: caiu, mas não se rebaixou

O livro-memória do Corinthians na coleção de estreia do selo Paixão entre Linhas retrata um momento da história do clube que o torcedor da Fiel certamente jamais vai esquecer.

Após a sofrida queda para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro, time e torcida uniram-se e conduziram em grande estilo o clube ao lugar onde ele sempre deve estar.

Grande parte do elenco, além de Mano Menezes, Andrés Sanchez e toda a diretoria dão seus depoimentos sobre as dificuldades e emoções da disputa da Série B em Corinthians – Amor sem Divisão. O livro, organizado por Claudio Varela, conta ainda com entrevistas com craques do passado como Marcelinho, Neto e Sócrates.

São personagens que deixaram no passado o momento mais triste de toda a trajetória alvinegra. É como diz Mauro Beting no texto de apresentação: “O Corinthians caiu, mas não se rebaixou”.

Leia abaixo entrevista com Claudio Varela, organizador de Corinthians – Amor sem Divisão:

O que faz do Corinthians um clube diferente de todos os outros? Por que o torcedor do Timão deve ter orgulho de seu clube?

Poderia iniciar escrevendo que um torcedor fiel é reconhecido por garra, raça, paixão, luta, sofrimento, desespero, alegria etc. Mas, possivelmente serão essas as palavras usadas pra definir torcedores de diversos times no mundo. O que define esse time e essa torcida pode ser resumido na frase que esta na quarta capa do livro “Corinthians – Amor sem divisão” – “Já vi o Corinthians perder, já vi o Corinthians ganhar, mas nunca vi o Corinthians desistir”. É isso vamos, vamos, vamos, meu Timão não para de lutar. Nunca, nem essa torcida, nem esse time irão desistir.

Cite um jogo inesquecível na trajetória do Corinthians.

A partida em que a Fiel Torcida virou o jogo.

Santos 1x 2 Corinthians Semifinal do Paulista de 2001. Em nossa entrevista, Marcelinho carioca relembrou esse jogo, como sendo a partida em que a fiel torcida virou o jogo. A fiel não parou de incentivar o time e foi compensada aos 47 minutos do segundo tempo:

No segundo tempo, Renato abriu o placar para o Santos e Marcelinho, minutos depois, deixou tudo igual. Os santistas já festejavam a proximidade da final quando, aos 47min da etapa final, o atacante Gil pegou a bola na ponta esquerda, deu um drible seco em André Luís e rolou para a entrada da grande área. Marcelinho Carioca fez o corta-luz e Ricardinho acertou uma bola no fundo do gol de Fábio Costa, garantindo uma das vitórias mais suadas do time do Parque São Jorge e tirando mais uma chance do Santos de acabar com o jejum de 17 anos sem títulos.

Quais os maiores ídolos da história do clube?

Neto, Marcelinho Carioca e Basílio responsável pelo gol que acabou com o Jejum de 1977.

No processo de elaboração dos livros, houve alguma informação sobre o clube que os surpreendeu?

Na verdade, tive boas e más surpresas com os entrevistados. Grandes craques como Rivelino não quiseram ceder seu depoimento. O mesmo ocorreu com Juca Kfouri, mas, a boa surpresa estaria guardada para o texto do Mauro Beting, Washington Olivetto e o depoimento emocionante do Ronaldo ( ex-goleiro do Timão).

Para terminar, o que acha da dobradinha entre futebol e literatura?

Acho ótima, mas longe de alcançar o prestigio e o consumo que merece. Nessa dobradinha, podemos contar com; Nelson Rodrigues , Fernando Sabido, Ruy Castro, são grandes nomes que escreveram crônicas, biografias e textos fabulosos sobre futebol. Mesmo com tudo isso, ainda não alcançamos um  lugar ao sol, mas sou otimista e sei que temos muita estrada pela frente.

outubro 27, 2009 at 8:04 pm Deixe um comentário


Olá, você está no blog do Paixão entre linhas, um projeto da Editora Leitura que une literatura e futebol e vai surpreender os torcedores dos principais clubes do país.

Posts

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

julho 2017
S T Q Q S S D
« jun    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31